Terça-feira, 3 de novembro de 2015 - 59ª Edição

Delegação de jovens brasileiros é premiada no Fórum do BRICS

A delegação do Brasil no 1º Fórum de Inovação da Juventude do BRICS e da União Eurasiática ganhou 4 de 5 prêmios disputados. O evento ocorreu em Moscou entre os dias 27 e 31 de outubro, e foi iniciativa da União da Juventude Russa, que agrega várias entidades estudantis no país.


>>Leia a matéria na íntegra


Estudantes da pós-graduação realizam assembleia de refundação da APG-UFU

No último dia 26, em Assembleia, estudantes da pós-graduação da Universidade Federal de Uberlândia refundaram a entidade representativa dos pós-graduandos que estava desativada desde 2011. A iniciativa partiu de um grupo de estudantes preocupados com a representação da categoria e com as melhorias dos programas de pós-graduação.


>>Leia a matéria na íntegra

 

ESPECIAL #PEC395Não!

ANPG é contra cobrança de mensalidade na pós-graduação!

Foi aprovada hoje, em primeiro turno, o texto-base da proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, referente à permissão das universidades cobrarem por cursos de pós-graduação lato sensu, de extensão e de mestrado profissional. Foram 318 votos a favor, 129 contra e 4 abstenções.

 


>>Leia a matéria na íntegra


Fineduca se posiciona contra PEC 395/2014 e à privatização do ensino

O Fineduca publicou carta aberta contra a aprovação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 395/2014, feita pela Câmara dos Deputados no dia 21 de outubro. A carta da instituição foi lançada em 17 de outubro, quatro dias antes da votação. A presidente, Lisete Regina, afirmou, na nota, que tal aprovação culminará em restringi as camadas populares da sociedade ao acesso do ensino superior.


>>Leia a matéria na íntegra


Contee lança nota contra a PEC 395

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee, lançou nota onde se manifesta contrário à aprovação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 395/2014, feita pela Câmara no dia 21 de outubro. A PEC visa aprovar a cobrança de pós-graduação lato sensu, especialização e mestrado profissional.


>>Leia a matéria na íntegra


Fórum Nacional de Educação também lança nota contra PEC 395

O Fórum Nacional de Educação (FNE) aprovou sua 31ª Nota Pública. Nela, o FNE se manifesta contrário à aprovação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 395/2014, feita pela Câmara no dia 21 de outubro. O Fórum considera, em acordo com a ANPG, que tais medidas significam passos para privatização da Educação Pública. A PEC nº 395/2014 permite que universidades públicas cobrem por atividades de extensão, cursos de especialização e por MBAs.


>>Leia a matéria na íntegra


PEC 395: o caminho para a privatização do ensino público

O ajuste fiscal adotado pelo governo brasileiro tem afetado diretamente a Educação, a exemplo disso, temos o corte de mais de 10 bilhões no orçamento federal. Mas os ataques à Educação pública não param por aí. Ontem, em uma manobra do presidente da câmara Eduardo Cunha (PMDB), a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou em primeiro turno o Projeto de Emenda Constitucional 395, que altera o artigo 206 da Constituição Federal do seguinte modo:


>>Leia a matéria na íntegra


Barrar o retrocesso: #Pec395Não!

Na noite do dia 21 de outubro de 2015 mais um golpe foi urdido na câmara dos deputados. A vítima, dessa vez, foi a Universidade Pública e o ensino gratuito.

Com tramitação furtiva e em tempo recorde, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 395/2014 foi aprovada na comissão especial e foi a plenário para votação, sem sequer ouvir a sociedade, o movimento educacional. Essa PEC pretende modificar o artigo 206 da constituição para autorizar as universidades públicas a cobrar cursos de extensão, pós-graduação lato sensu e mestrados profissionais. A justificativa do projeto ressalta que as atividades de extensão e especialização são direcionadas a públicos restritos, com condições financeiras para arcar com custos que constituirão receitas para as universidades.


>>Leia a matéria na íntegra


Deputada alerta para os riscos da aprovação da PEC 395

A Comissão de Educação realizou, na manhã desta quarta-feira (21), debate proposto pela deputada Alice Portugal sobre os reflexos da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição nº 395/2014, que prevê a cobrança de taxas e mensalidades nos cursos de especialização e no mestrado profissional nas universidades públicas. Graças à articulação da deputada Alice, a matéria teve a votação adiada na semana passada, mas voltou para a pauta do Plenário desta quarta.


>>Leia a matéria na íntegra

 

Quer acessar os boletins anteriores da ANPG? Clique aqui!

 

Quer incluir alguém para receber os nossos Boletins? Preencha o formulário, aqui!

Notícias, relatos das atividades de APGs e artigos podem ser enviados para: comunicacao@anpg.org.br